BOM SABER

Mais atenção ao câncer coloretal – previna-se!

Mais atenção ao câncer coloretal – previna-se!

Matéria vinculada no JORNAL NH – Caderno SAÚDE na data de 07 de Junho de 2021

O câncer colorretal, popularmente conhecido como câncer de intestino (CI), atualmente é a segunda causa mais comum de câncer no Brasil, além de ser o terceiro mais mortal na população mundial. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer, em 2020, a estimativa foi de 20.470 novos casos de CI em homens e 20.520 em mulheres.

Apesar destes números alarmantes, sua incidência mundial e sua mortalidade estão diminuindo nas últimas décadas, principalmente devido a melhores programas de rastreamento. Estes exames são responsáveis pela detecção não só́ do CI em seus estágios iniciais como também das lesões benignas precursoras do CI (pólipos intestinais). A importância do rastreio é tão grande que até́ 63% das mortes decorrentes do CI são atribuídos a não realização do exame.

O principal exame para rastreio do CI em nosso meio é a colonoscopia, realizado sob sedação, que estuda todo o intestino grosso, identificando, biopsiando e removendo pólipos ou até́ lesões malignas. Alguns estudos, chegam a demonstrar uma redução de até́ 90% na incidência e 53% na mortalidade de CI após uma colonoscopia completa com retirada de pólipos.

Apesar das recomendações brasileiras indicarem a colonoscopia de rastreio a partir dos 50 anos para pessoas sem história familiar e sem qualquer sintoma, recentemente novas recomendações americanas publicadas já apontam a idade de 45 anos. O principal motivo desta diminuição da idade é o aumento cada vez maior da doença em pessoas jovens.

Não perca mais tempo, previna já! Quando encontrado cedo é totalmente curável!

Dr. Gustavo de Lisbôa Braga
Médico Coloproctologista
CRM 36907 – RQE 32136
drgustavobraga.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir chat
Precisa de ajuda?
Olá, podemos te ajudar?